Programa de Desenvolvimento da Alimentação, Confeitaria e Panificação
Home Quem Somos Projetos Contato
Indicadores Publicações Técnicas Notícias Eventos
Alimentos puxaram alta da inflação varejista em dezembro, diz FGV
NOTÍCIAS VOLTAR
Alimentos puxaram alta da inflação varejista em dezembro, diz FGV
por Agência Estado
17/07/2015

Os alimentos e os preços administrados figuram como os grandes vilões da inflação ao consumidor em dezembro. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) acelerou a 0,66% no âmbito da segunda prévia do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) deste mês, após aumento de 0,43% em novembro.

Ao todo, seis das oito classes de despesa que fazem parte do índice varejista ganharam força no período, mas a maior pressão veio da gasolina. Desde 7 de novembro, o item ficou 3% mais caro nas refinarias, com consequentes repasses ao consumidor nas bombas dos postos de combustíveis. Com isso, a gasolina subiu 2,06%, e o grupo Transportes acelerou de 0,31% para 0,76% na segunda prévia de dezembro. 

Outro item administrado que pressionou o índice foi a tarifa de eletricidade residencial. Após avançar 1,13% na segunda prévia de novembro, ela subiu 2,54% neste mês. Com isso, o grupo Habitação também ganhou força, passando de 0,53% para 0,67%.

Na Alimentação (0,40% para 0,64%), o impulso veio das carnes bovinas, que ficaram 4,03% mais caras neste mês. A magnitude do aumento impediu que as famílias sentissem no bolso o alívio trazido pelo pão francês (-0,81%) e pelo leite longa-vida (-4,98%).

Com a proximidade do fim de ano, as passagens aéreas também contribuíram para o aumento da inflação. O item subiu 27,33%, levando o grupo Educação, Leitura e Recreação a uma alta de 1,19%, mais do que o dobro da taxa de 0,41% registrada na segunda prévia de novembro.

Os dois demais grupos que avançaram neste mês foram Saúde e Cuidados Pessoais (0,45% para 0,52%) e Comunicação (0,31% para 0,44%). As maiores contribuições para estes movimentos partiram dos itens salão de beleza (0,56% para 1,33%) e tarifa de telefone móvel (0,27% para 1,06%), respectivamente.

No sentido contrário, desaceleraram os grupos Vestuário (0,73% para 0,42%), com uma alta menos intensa em calçados (1,42% para 0,50%), e Despesas Diversas (0,24% para 0,15%), diante da menor pressão dos preços referentes a clínica veterinária (1,05% para 0,50%).

 
 
 
CLIPPING DAPANIFICAÇÃO
BRASILEIRA
Acompanhe semanalmente o compilado de notícias sobre o setor de panificação e confeitaria
NEWSLETTER PANIFICAÇÃO EM REDE
Acompanhe as últimas novidades do convênio ABIP/ITPC/SEBRAE
 
 
CONTATO
ESCRITÓRIO CENTRAL BELO HORIZONTE
Rua Espírito santo, 1204 - 10º andar - centro 30160-031 - Belo Horizonte/MG
(31)2101-9999
propan@propan.com.br
RECEBA NOSSA NEWSLETTER
 ASSINE