Programa de Desenvolvimento da Alimentação, Confeitaria e Panificação
Home Quem Somos Projetos Contato
Indicadores Publicações Técnicas Notícias Eventos
Conheça a história das Padarias Ping Pão: um Case de Sucesso criado a partir dos desafios da Economia
NOTÍCIAS VOLTAR
Conheça a história das Padarias Ping Pão: um Case de Sucesso criado a partir dos desafios da Economia
Em comemoração aos 25 anos da Metodologia Propan, o Clipping da Panificação e Confeitaria apresenta a Série Cases de Sucesso. Na primeira matéria, descubra como um empreendedor mineiro encontrou nas recessões econômicas do País a oportunidade para crescer
por Elisangela Santos
18/01/2019

 

    De vendedor de matéria-prima a proprietário de uma das maiores redes de padaria da Grande Belo Horizonte. De empresário estreante a um dos empreendedores mais bem sucedidos do segmento hoje. A trajetória de Vinícius Dantas, presidente da Associação Mineira da Indústria da Panificação (Amipão) e proprietário da Rede de Padarias Ping Pão, revela a força de quem viu no desconhecido uma oportunidade de crescer e encontrou nas circunstâncias desfavoráveis o diferencial para se destacar no setor da panificação.

    Com 31 anos de mercado, a rede começou com apenas uma unidade e já conta, atualmente, com 6 lojas e uma central de produção. E se no início a equipe era formada por apenas 15 pessoas, hoje há um total de 280 empregados para atender à uma demanda cada vez maior. O ponto de partida foi a compra da unidade Furtado de Menezes, em 1987, onde hoje funciona a Central de Produção. Naquele tempo, ainda como vendedor, Vinícius se dispôs a ajudar a família, até então proprietária da padaria, a vender o negócio.

     No entanto, após marcar uma reunião entre as partes envolvidas, e o possível comprador não aparecer, Vinícius recebeu a proposta dos donos e fez sua oferta. Começava ali, de forma surpreendente e inusitada uma reviravolta no negócio, que se tornou sólido, iniciando uma longa trajetória de desafios e crescimento no mercado mineiro. Dessa forma, ele mudou de lado no balcão e passava de fornecedor de matéria-prima a proprietário de padaria.

    De lá para cá, se desencadeava uma série de acontecimentos na economia do país. Dentre eles, o Plano Cruzado, o congelamento de preços, a queda do tabelamento do pão francês, o governo Collor, a crise da mão de obra, a falta de qualificação e outros fatores que repercutiram de forma drástica nas estruturas de todo o Brasil. E enquanto diversos negócios fechavam as portas, a Ping Pão se alicerçava através de mãos fortes, coragem e uma indescritível vontade de evolução.

    “Os melhores momentos, sem dúvida, foram as crises. Enquanto alguns paravam pelo caminho, seguimos em frente”, relata Vinícius, que seguindo a tradição conta com o apoio da esposa e dos filhos para gerenciar o RH, a loja e o departamento financeiro. Para ele, o segredo é se remodelar sempre, buscando os pontos de melhora e assumindo os riscos e desafios do ofício. “Quando comprei a padaria, não tive a chance de errar, tinha um plano com uma meta alta e um prazo de 15 dias para cumprir”, revela ele, que considera como o maior desafio de todos a compra de um negócio em meio a falta de recursos.

    Porém, se de um lado faltavam melhores condições financeiras, de outro, havia determinação e trabalho suficientes para superar os percalços da vida. “Era acertar ou acertar, não tive outra opção”, conta ele entre risos.

Atingindo o alvo – o desafio para quem quer crescer

    Hoje, já como uma rede conceituada no mercado, a Ping Pão tem como aliada a tecnologia da automatização, que permite uma gestão muito mais próxima e eficaz. E é exatamente neste ponto que Vinícius destaca a parceria que realizou desde os primeiros tempos do negócio com Márcio Rodrigues e o apoio da Metodologia Propan. “No início, passávamos muitas dificuldades, era apenas uma loja, que ainda não era informatizada”, relata ele. Em um cenário que dificultava a gestão de dados e a administração de informações do negócio, Márcio propôs a automatização da empresa, o que se tornou um fator-chave para a estrutura interna.

    “Conheci o Márcio quando ele ainda tinha 17 anos, ele comprava, e eu vendia. Vivemos todas as etapas da Economia”, declara ele, que relembra os tempos em que participavam do “Grupo de Elite”, uma reunião com cerca de 13 panificadores que compartilhavam experiências e aprendizados do setor naquela época. “Vejo a Metodologia Propan como líder de mercado em seu segmento, pois ela tem maior conhecimento, números e uma melhor leitura do quadro atual e futuro”, afirma Vinicius.

Cenário futuro e expectativas para 2019

    Hoje, para a Ping Pão, o cuidado e a atenção com o cliente não mudaram com o passar do tempo, pelo contrário. Aquele bate-papo com o cliente e a relação próxima de amigo ainda fazem parte do bom atendimento. Se para alguns as novas formas de negócio que o mercado engloba hoje representam um ponto negativo para o setor, para Vinícius o momento é de oportunidade. “Estamos em um mercado altamente promissor, com um perfil de cliente mais saudável e que busca frescor e realização a cada compra”, avalia.

    Com uma história forte e sólida, a empresa inaugura neste mês a sua mais nova unidade, localizada em BH, no bairro Castelo, na Rua Castelo de Alenquer, n° 41. Celebrando mais este fruto de seu trabalho, Vinícius planeja alçar voos ainda maiores no segmento e acredita na força do setor para 2019. “A relação com os clientes é algo que ninguém nunca conseguirá arrancar de nós, o momento é de nos unirmos, pois temos todos um ano promissor pela frente”, finaliza confiante. 

Construção da nova unidade no bairro Castelo

 
 
 
CLIPPING DAPANIFICAÇÃO
BRASILEIRA
Acompanhe semanalmente o compilado de notícias sobre o setor de panificação e confeitaria
NEWSLETTER PANIFICAÇÃO EM REDE
Acompanhe as últimas novidades do convênio ABIP/ITPC/SEBRAE
 
 
CONTATO
ESCRITÓRIO CENTRAL BELO HORIZONTE
Rua Espírito santo, 1204 - 10º andar - centro 30160-031 - Belo Horizonte/MG
(31)2101-9999
propan@propan.com.br
RECEBA NOSSA NEWSLETTER
 ASSINE