Programa de Desenvolvimento da Alimentação, Confeitaria e Panificação
Home Quem Somos Projetos Contato
Indicadores Publicações Técnicas Notícias Eventos
1º Workshop de Fornos Elétricos do Convênio ABIP/ITPC/SEBRAE tem bom público e supera expectativas
NOTÍCIAS VOLTAR
1º Workshop de Fornos Elétricos do Convênio ABIP/ITPC/SEBRAE tem bom público e supera expectativas
por Priscila Oliveira
17/07/2015

 24/07/2012


 

O bom público que assistiu ao 1º Workshop de Fornos Elétricos para o setor de Panificação e Confeitaria mostrou que o setor está ávido por informações e melhorias nos processos. O evento, paralelo à Feira Internacional da Panificação, Confeitaria e Varejo Independente – Fipan, foi promovido pelo Convênio ABIP/ ITPC/SEBRAE, no dia 18 de julho na sede do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo – Ciesp. 

Mais de 120 pessoas participaram, dentre técnicos dos SEBRAE/UF, empresários e profissionais da Panificação. Foi necessário que mais uma sala fosse aberta para atender toda a demanda. 

O Convênio está participando da elaboração do “Programa de Eficiência Energética e Etiquetagem para Fornos Elétricos” como forma de contribuir para melhoria no uso deste equipamento pelo setor de Panificação e Confeitaria. O workshop reuniu sindicatos e associações, fábricas de equipamentos, institutos de pesquisa e organizações de apoio às empresas para discutir a normatização de fornos elétricos a fim de melhorar os processos produtivos e reduzir custos no setor de Panificação. A iniciativa teve o intuito de reunir sugestões e esclarecer dúvidas dos profissionais do setor para assim ter um estudo mais completo.

O secretário executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Equipamentos – Abiepan, Armando Taddei esteve no evento para mostrar a evolução do Programa que está em fase de criação e os principais resultados. “Quero dizer, primeiramente, que o evento foi extremamente positivo e a Abiepan está muito feliz de ter participado. Prontas as normas, elas servirão de base para o Programa proposto. Em um primeiro momento o Inmetro estabeleceu os ensaios de laboratório testarão apenas ‘segurança elétrica e consumo’ e, o próximo passo será testar a eficiência energética dos fornos. Quando for finalizado o Programa de Eficiência Energética, os Fornos ensaiados e aprovados receberão o SELO PROCEL”, esclarece Taddei.

Presidente da Márcio Rodrigues e Associados e do Instituto Tecnológico da Panificação e Confeitaria – ITPC, Márcio Rodrigues, disse que o evento foi uma oportunidade de envolver todo o setor de panificação em prol de melhorias. “O Instituto, a Abip, o SEBRAE, junto com a Abiepan, tem trabalhado na melhoria dos processos, e a normatização é uma maneira de envolver os fabricantes para que eles busquem tecnologia e a gente consiga ter equipamentos mais eficientes. É um processo longo, trabalhoso, em também é preciso ouvir os empresários, para trocar experiências e buscar informação para termo a certeza de que estamos no caminho certo. O processo está evoluindo muito e os panificadores e empresários que atuam no setor precisam acompanhar as ações para que seja possível, de certa forma, oferecer um respaldo para as entidades de que as coisas estão acontecendo”, fala Márcio Rodrigues.

Outro palestrante, o engenheiro e coordenador operacional do núcleo de atendimento tecnológico às micro e pequenas empresas do Instituto de Pesquisa Tecnológica – IPT, João Carlos Martins Coelho, falou sobre a situação atual das normas técnicas para fornos elétricos. “Hoje nós ainda não temos um processo de certificação. Nosso trabalho é construir uma estrutura tal que permita concretizar este processo. Estamos iniciando e esta iniciativa é o tijolo básico no qual se estabelece todo o processo de certificação que envolve dois temas importantes: a segurança e o desempenho. A norma técnica para os fornos será importante à medida que vai padronizar e garantir a qualidade por meio da certificação”, disse Coelho. Sobre o público do evento, o engenheiro acrescentou que “o número de pessoas que participaram foi excelente porque um dos problemas que a gente enfrenta é também divulgar este trabalho e que certamente tem que ser repetido”.

A proprietária da padaria Versailles no Pará, Lindalva Pereira, participou do workshop por meio do SEBRAE/PA e disse ter achado muito importante o evento. De acordo com ela, “as palestras tiveram uma linguagem acessível a todos os panificadores e geraram expectativas de ver as ações na prática”. Outro participante do evento, o francês Lucas Troncy, disse ter achado o “evento muito interessante porque da uma visão do que está sendo exigido na área de forno”.

“A discussão sobre forno elétrico que garanta segurança e tenha economia foi muito importante por tratar dum um assunto que interessa muito a Panificação Brasileira. Tendo em vista que existe um projeto de lei tramitando no Congresso para acabar com os fornos à lenha e defender a utilização de fornos elétricos ou a gás” falou o presidente do Sindicato dos Panificadores de Alagoas, Alfredo Dacal. 

Para a gerente da unidade da indústria do SEBRAE/PE, Ana Lúcia Nasi “foi uma boa oportunidade para os empresários se atualizarem, se adequar às normas e conhecer as oportunidades que ele terão que buscar no mercado”.

“Foi uma oportunidade para os panificadores tirarem a venda dos olhos”, disse a consultora credenciada do SEBRAE/PE, Edna Claudinho. Ela argumenta que “durante décadas eles têm adquirido equipamentos, principalmente o forno que é uma peça extremamente importante na produção de olhos vendados, acreditando apenas nas indicações passadas pelos fornecedores que, lógico, estão tratando de seus interesses. E, agora a Panificação está no rumo certo que é a normatização que vai dar condições de uma análise mais aperfeiçoada do panificador”. 

A coordenadora nacional da cadeia de Panificação do SEBRAE Nacional, Maria Regina Diniz, disse que o desafio é grande. “São passos de formiguinha para se chegar a algo grande. Por isso é importante agradecer aos SEBRAE/UF que trouxeram empresários por meio do Convênio e das ações deles nas regiões de origem. Estamos realmente movimentando o Brasil inteiro com as padarias e as nossas ações. As padarias hoje se tornaram um negocio extremamente complexo, são indústrias, são comércios, são serviços, então é preciso que elas caminhem junto com o SEBRAE e os parceiros. Se trata de um negócio promissor com oportunidades incríveis”, finaliza.

 

 

 

Fonte: Site Instituto Tecnológico ITPC (Nossas notícias)

 
 
 
CLIPPING DAPANIFICAÇÃO
BRASILEIRA
Acompanhe semanalmente o compilado de notícias sobre o setor de panificação e confeitaria
NEWSLETTER PANIFICAÇÃO EM REDE
Acompanhe as últimas novidades do convênio ABIP/ITPC/SEBRAE
 
 
CONTATO
ESCRITÓRIO CENTRAL BELO HORIZONTE
Rua Espírito santo, 1204 - 10º andar - centro 30160-031 - Belo Horizonte/MG
(31)2101-9999
propan@propan.com.br
RECEBA NOSSA NEWSLETTER
 ASSINE