Programa de Desenvolvimento da Alimentação, Confeitaria e Panificação
Home Quem Somos Projetos Contato
Indicadores Publicações Técnicas Notícias Eventos
Série Cases de Sucesso Metodologia Propan: Prática Klimaquip, a referência brasileira em equipamentos e tecnologia no mercado da alimentação
NOTÍCIAS VOLTAR
Série Cases de Sucesso Metodologia Propan: Prática Klimaquip, a referência brasileira em equipamentos e tecnologia no mercado da alimentação
Completando seus 30 anos de história, a marca revolucionou o Setor a partir da inovação aplicada em seus equipamentos
por Elisangela Santos
12/08/2019

   Líder de mercado, pioneira no Brasil na fabricação de fornos totalmente em aço inox e uma das empresas do ranking das mais inovadoras da América Latina. Se à primeira vista a Prática Klimaquip impressiona como fabricante de equipamentos para cozinhas, panificadoras e empresas de alimentação, em um olhar mais aprofundado revela-se um mundo de soluções tecnológicas.

   Fundada em 1991 pelos irmãos André e Luiz Rezende e localizada na cidade de Pouso Alegre, a empresa produz um completo portfólio de equipamentos para o setor e possui alta abrangência de atuação de mercado, contando atualmente até mesmo com o CTP (Centro de Tecnologia em Panificação), um polo de capacitação profissional para o exercício e repasse de conhecimento técnico.

  Mineira por natureza, a empresa ampliou o alcance de atuação desde sua fundação e hoje possui relações internacionais em diversos pontos do globo, um marco na história de quem começou de forma simples, com a inspiração que recebeu de berço através do Sr. Rezende, um empreendedor nato que ensinou aos filhos que as grandes realizações primeiro começam na cabeça, para depois ganharem vida na prática. “Desde o início, duas tendências muito marcantes tornaram-se a chave do nosso desenvolvimento: a tendência de refeições fora de casa e a busca de eficiência energética”, afirma André.

 

    De posse dessa visão, o empreendimento assumiu o desafio de alinhar as expectativas dos clientes com as necessidades de mercado. Houve então a junção dos sócios e um intenso esforço, comprando máquinas e contratando gente. “Não tinha plano B, era para dar certo, ou dar certo”, completa Luiz, que juntamente com o irmão abriu as portas para a visibilidade da marca.

Apagão energético de 2001: o ano que acendeu nos fortes a chama da superação

   Após montar a empresa e realizar o fornecimento dos primeiros equipamentos para o mercado, os fundadores se viram diante do desafio de racionamento em todo Brasil. “A gente até então só fabricava equipamentos elétricos, e do dia para a noite vimos nossas vendas indo a zero, porque ninguém mais comprava forno elétrico”, relembra Luiz.

  Acaba-se a luz, surge a transformação. A Prática levanta então uma nova bandeira e produz seu primeiro equipamento a gás após um intenso período de planejamento e estudo de caso, em que era preciso trabalhar dia e noite, praticamente dormindo no parque industrial para construir e disponibilizar um produto.  “Conseguimos o certificado das companhias de São Paulo e de todo Brasil, e então lançamos um equipamento com o mesmo apelo de eficiência energética e preparação de alimentos, o que é a essência da Prática”, define Luiz.

  De lá para cá, a empresa apresentou uma trajetória de desenvolvimento mais sólida e também vitoriosa, mas não sem desafios: À medida que a empresa cresce, ela precisa que nós estejamos diferentes e em uma evolução constante, é preciso que a equipe também esteja diferente, por isso sabemos que é preciso aprender sempre”, aponta André. De forma consciente, a Prática seguiu os anos posteriores com fortes pontos de crescimento. Após a criação dos Fornos Bi-Energéticos, deu-se início em 2003 às exportações, expandindo o alcance da marca de forma a representar o Brasil dentro e fora do território.

  Em consequência disso, importantes reconhecimentos foram alcançados, como o Prêmio Excelência Empresarial Gerdau do Sebrae, em 2004, e a inserção no ranking das 100 Empresas Que Mais Crescem no Brasil, em 2006, dentre outros. “Para atender as necessidades que o crescimento traz, algo fundamental que obtemos foi uma estrutura de apoio ao empreendedorismo. Contamos com o Sebrae, o Empretec, o ISO 9000, o Selo Qualidade Total e outros mais. Fechamos o nosso ciclo de pequena empresa com um prêmio recebido em Brasília e isso abriu novos horizontes para nós juntamente com toda a equipe”, afirma André.

Inovação tecnológica: entregando resultados e apontando caminhos para o futuro do varejo no Brasil

   De acordo com os fundadores, a empresa conta hoje com convênios com faculdades e instituições de ensino e pesquisa que permitem que fronteiras sejam vencidas cada vez mais: “Nossa fábrica está no Estado da Arte em tecnologia e pode se comparar a qualquer fábrica da Europa e dos Estados Unidos. O que antes era uma questão de vida ou morte, hoje é um processo estruturado que permite que a gente possa atender melhor os nossos clientes com produtos e tecnologia inovadores, temos convênio com instituições de ensino e pesquisa que permitem que as fronteiras da empresa se expandam para fora, e eu posso contar com uma faculdade e um centro de pesquisa para desenvolver produtos de alta tecnologia, e tudo isso só é possível porque temos uma equipe bem preparada, gente alinhada com os mesmos valores e que compartilha o mesmo sonho que a gente tem. Identificar essas pessoas é uma tarefa minha e do André”, afirma Luiz.

Um time de talento formado por profissionais medalha de ouro no mercado e na vida

   Ser a primeira do Setor a produzir fornos 100% em aço inox abriu definitivamente as portas da gastronomia para a Prática. De acordo com Angelo de Souza, diretor comercial da Divisão de Panificação, este e outros aspectos do pioneirismo da empresa a elevou a um patamar cada vez mais alto da tecnologia desenvolvida no Brasil. “A Prática é uma empresa moderna, contemporânea, que vai muito além do que produzir equipamentos. Acreditamos em pessoas, formamos profissionais para trabalhar com a gente, e o parque industrial tornou-se um orgulho para todos nós com um índice de automação incrível. Há um viés social muito forte, e ser um profissional da Prática hoje é considerado uma dádiva em toda sua região de localização”, afirma.

   E é assim, tendo na essência a automação do setor e a eliminação do desperdício que a empresa alcançou a liderança de mercado. Angelo conta ainda que já na segunda metade da década de 1990 a empresa deu um grande salto em seu portfólio no mercado: “A Prática foi a pioneira em fornos combinados, lançando vários tamanhos e linhas que permitem a otimização do trabalho e o aumento da rentabilidade, algo antes nunca visto!”.

   Chamado em 2005 para fazer um estudo de mercado em um momento onde a empresa visava intensificar suas ações voltadas para a panificação e dar passos mais fortes nesse segmento, Angelo desde então atua fortemente junto ao mercado. Após o lançamento de um sistema com a tecnologia do vapor em uma combinação de alto resultado para as padarias e estando próximo ao Vale do Silício, referência brasileira em avanços e modernização, a Prática visualizou o futuro do setor no país com o estudo das técnicas de congelamento e traçou um plano de ação para sua viabilidade.

   “Visamos a tecnologia do frio já a identificando como uma das grandes tendências para os anos que se seguiriam, o que se concretizou com o tempo. Intensificamos o mix de produtos voltados à panificação e então, em 2006,  a empresa adquire a Klimaquip, líder de mercado com a engenharia do congelamento e a conservação de alimentos. É então que sou chamado para integrar a equipe e dar solidez ao plano criado anteriormente”, conta Angelo.

 

  A partir de então, a empresa estabeleceu áreas bem definidas, englobando a panificação, a gastronomia e a arte dos frios. Começou então o desenvolvimento de uma nova linha de máquinas, que teve sua apresentação na Fipan 2007. Dando mais um passo de mercado, já em 2009 a Prática começa a produzir integralmente em Pouso Alegre, tornando-se auto suficiente em relação as importações. “Seguimos sempre com aço inoxidável, amassadeira de vários tamanhos, prestando serviço, implantando centros de treinamento, assessoria técnica e apresentando novidades para o mercado. Acreditamos que o equipamento faz parte de um contexto, e nossa missão é preparar os funcionários para orientar o cliente naquilo que ele precisa. Temos uma padaria industrial montada em nosso CTP, ele vem para cá, aprende, exercita e sai vendo o índice de produtividade que ele vai ter. Aqui há um verdadeiro centro de parcerias com empresas, moinhos e empresas do segmento. Há uma interatividade e uma evolução permanente.

Orgulho por chegar até aqui e paixão pelo que faz: a receita para voar cada vez mais alto

   Chegar à liderança de mercado para então crescer ainda mais, esta tem sido a história da Prática. “Há uma inquietude muito grande por evolução, estou há 12 anos aqui e sei que sempre podemos mais. Temos profissionais renomados, trabalhando diariamente para o desenvolvimento e entrega, há um repasse continuo para absorção de conhecimento e adaptação das inovações lá de fora para o mercado nacional. Tivemos sim grandes desafios em todo o tempo, altos e baixos que nos trouxeram até aqui e nos tornaram quem somos. E a resposta que demos foi a tomada de uma decisão juntamente com a equipe interna. Nos voltamos para dentro, é aqui que está a solução e vai sempre estar. Encontramos a alternativa na parte de produção. Somos uma indústria que transforma matéria-prima em produto acabado. Investimos em automação, os tempos difíceis foram onde a empresa mais atuou com consultoria e capacitação de profissionais”, declara Angelo, que conta ainda que um dos maiores objetivos da empresa e a internacionalização.

   Atualmente, a Prática já está presente na cidade de Dallas, nos EUA, onde possui relações comerciais, e realiza a distribuição de equipamentos para México e Canadá, abrindo as portas para Europa e países asiáticos. Outro trabalho importante é a solidificação na América Latina. Assim como em um canal aberto, a marca segue com uma proximidade intensa com o público através das concessionárias, filiais, feiras e demais oportunidades. Na Fipan 2019, por exemplo, em mais um lançamento com alto planejamento, foi lançada a nova linha de fornos vitrine. “Este foi um salto de qualidade para a valorização de sua majestade: o pão, e aqui nos acreditamos que ele tem vida”, destaca Angelo.

   Com a sabedoria de quem nasceu no segmento, ele conta que desde os oito anos conhecia o ofício através do trabalho do pai. “Trabalhei, estudei e cresci tomando gosto pela panificação. Meu pai era dono da Suprema, uma empresa tradicional em São Paulo. Me formei na parte comercial e técnica, sou engenheiro mecânico, viajei, fui presidente da Associação Brasileira da Indústria da Panificação e Confeitaria e vivi todos os altos e baixos da economia. Subsídios de impostos, IPI, tabelamento de preços, implantação do leite de caixinha, liberação do preço do pão”, relata ele, que presenciou também a entrada do conceito de mini padaria no Brasil e, em 1990 viu as panificadoras transformarem-se  em centros gastronômicos.

   Visionário, Angelo conheceu lá fora a tecnologia do frio e, identificando que essa seria uma forte tendência para um futuro a médio e longo prazo, trouxe para o Brasil um projeto de ultracongelamento: “Fiquei assustado com o que vi no exterior, e então falei que era preciso trazer tudo isso com responsabilidade para o Brasil. Trouxemos para o país os primeiros ultracongeladores, e eu sempre falei que era algo para as padarias resistentes”, relembra ele.

   Recomeçando a vida em 2005, Angelo chegou à Prática atuando sempre na parte de consultoria e implantando o congelamento no mercado. “Em 2006, encontrei a Klimaquip, lá atrás já tinha a ajudado. Sempre acreditei na eliminação das perdas e busquei formas de facilitar o trabalho através do ultracongelamento,” afirma.

Prática Klimaquip e Metodologia Propan: uma parceria que movimenta o Setor, gera negócios e resulta em crescimento para o empreendedor

   Hoje, para o diretor comercial da Divisão de Panificação da marca, o maior legado foi e continua sendo o encontro com pessoas: “A Prática está sempre presente nos principais eventos de alimentação e tecnologias para o Setor que acontecem no Brasil, e essa aproximação a torna mais que uma empresa. Acompanhei Márcio Rodrigues desde sua primeira padaria, isso há mais de 25 anos. Quando ele abriu, foi com equipamento da Suprema, e quem falou para ele sobre o congelamento pela primeira vez fui eu, e isso lá em 1995”, destaca.

   De acordo com ele, a história da panificação no Brasil pode ser dividida em dois momentos: antes do Propan e depois do Propan. “É um marco de gestão, e o que o Márcio fez foi trabalhar números, controle e administração dos indicadores. Para quem implantou e entendeu está aí o resultado. O Propan oferece isso, e eu vejo como a salvação de muitas empresas. O Márcio não parou no tempo, e eu vejo isso como algo fantástico, aprendo demais com ele. O Propan se renova, nunca é o mesmo do ano anterior, há uma evolução constante”, declara.

   Quanto ao futuro da panificação, Angelo vê todo instante como sendo precioso, afirmando também que tempo e conhecimento não tem preço. “Eu não consigo ver a panificação como uma receita pronta de bolo, por isso estamos sempre em busca de algo a mais, e isso é benéfico para o Brasil. A grande alternativa é a profissionalização em todos os níveis, é olhar para dentro de si. Em uma padaria, a automação vai sempre significar maior rentabilidade, o futuro é esse e está ao alcance de todas, até mesmo das pequenas empresas de bairro, é algo totalmente possível. Este é o futuro, e nós estamos aqui para trazê-lo para o panificador”, conclui Angelo.

Crescimento de dentro para fora: um sucesso que reflete uma forte convicção interior

   Para os fundadores e toda a equipe que construiu e realizou o sonho da marca, até aqui houve o início e também o meio da história: “A continuação está aqui, na minha cabeça e também na mente da nossa equipe. Nós temos uma visão de crescimento muito forte, visando ser sempre uma empresa que faça a diferença para o Brasil e para as pessoas que estão conosco”, declara André.

   Atualmente, os empreendedores da Prática juntamente com todo o time de profissionais, seguem comprovando todo o trabalho que a tornou líder do segmento e que a levará a níveis ainda maiores. E para isso, Luiz sabe bem onde tudo tem início: “Aprendemos com o Sr. Rezende, nosso pai, que as coisas primeiro acontecem na mente para depois tornarem-se realidade no mundo real. Para nós, o futuro é construído primeiro quando acreditamos em nossas ideias e, depois, quando colocamos tudo na Prática”.

   

 
 
 
CLIPPING DAPANIFICAÇÃO
BRASILEIRA
Acompanhe semanalmente o compilado de notícias sobre o setor de panificação e confeitaria
NEWSLETTER PANIFICAÇÃO EM REDE
Acompanhe as últimas novidades do convênio ABIP/ITPC/SEBRAE
 
 
CONTATO
ESCRITÓRIO CENTRAL BELO HORIZONTE
Rua Espírito santo, 1204 - 10º andar - centro 30160-031 - Belo Horizonte/MG
(31)2101-9999
propan@propan.com.br
RECEBA NOSSA NEWSLETTER
 ASSINE